Gestão Social em Itatuba alcança grandes resultados

0

Índices do segundo trimestre já apresentam significativos avanços.

 

As atualizações e acompanhamentos dos números feitos pelo MDS,  Ministério do Desenvolvimento Social, são divulgados a cada trimestre no decorrer do ano.

A equipe da Ação Social do prefeito Aron Renê enfrentou sérias dificuldades nos primeiros meses deste ano,  devido a situação precária que herdou da gestão anterior, sobretudo no que se refere às pendências e irregularidades constantes no Cadúnico que serve de base para o Programa do Bolsa Família, onde centenas de famílias estavam na iminência de perderem seus benefícios. Neste contexto, o primeiro trimestre foi praticamente tomado em ações para arrumar a casa no sentido de legalizar a situação cadastral a fim de eliminar ao máximo a possibilidade de perda do benefício de transferência de renda do governo federal, o que seria um grande prejuízo numa cidade de pequeno porte como Itatuba, em que milhares de famílias dependem destes recursos.

Marize, Secretária de Ação Social de Itatuba

Marize, Secretária de Ação Social de Itatuba

Para se ter uma ideia, a Secretária de Ação Social,  Antônia Marize Guerra Araújo, informa que constava 980 famílias com pendências e irregularidade no Tribunal de Contas da União, tendo que a equipe do social realizar o árduo trabalho de analisar cada uma família, fazendo visitas e observando caso a caso. Todo este trabalho surtiu efeito e atualmente esta alarmante quantidade de 980, foi reduzido para apenas 8 o número de famílias com pendências no cadastro. Marize enfatizou o empenho de sua equipe, bem como a orientação e colaboração do colega Alex Vilas Boas.

A gestora do Bolsa Família do município de Itatuba, Luzia Cleide apresentou um demonstrativo de análise dos números comparativos entre os anos de 2012, gestão anterior, com o ano de 2013, sob responsabilidade da atual gestão, cujos números e índices apresentam um significado avanço:

Vejam os avanços destes índices nos seguintes itens: Cadastrados na base federal  passou de  2.214 para 2.880  –  Pendências e irregularidades caiu de  980 para apenas 8 –  Cadastro atualizados na base, passou de  316 para  628 – Famílias de agricultores cadastrados passou de  278, para 781 – Taxa de Cobertura Cadastral passou de  101,8%, para  111,81%, verificando-se um aumento de mais de 10% seguindo rumo a meta do MDS que gira em torno de 122% – Valor médio pago por benefício passou de R$ 153,78, para R$ 196,25 –  Famílias beneficiadas pelo PBF passou de  1.556, para 1.714. 

Vale salientar ainda que neste primeiro semestre de 2013 houve 160 reversões de bloqueios e cancelamentos, ou seja, estas famílias estavam impedidas e voltaram a receber o Bolsa Família.  Atualmente o programa atinge 55,15 % da população de Itatuba.

Para melhorar ainda mais estes números, durante o mês de julho foram acrescidas 150 famílias ao Bolsa Família, e a boa noticia é que no mês de agosto mais 150 passarão a receber o benefício.

Sede do Programa Bolsa Família, sob a gestão de Luzia Cleide

Sede do Programa Bolsa Família, sob a gestão de Luzia Cleide

A demanda pelo Bolsa Família em Itatuba é muito grande, porém para ter direito, a família tem que está inserida dentro dos critérios estabelecidos pelo MDS, e posteriormente obedecer as condições exigidas para continuar recebendo, o que as vezes, não é compreendida pelas pessoas que por ventura são bloqueadas por não agir conforme estabelecido em lei federal.

Luzia Cleide afirmou que, “A equipe do Cadúnico/Bolsa família obteve avanços importantes neste segundo trimestre , devido as estratégias de crescimento desenvolvidas pela atual gestão, alinhados ao compromisso com o desenvolvimento do nosso município, visto que, não podemos esquecer que o Programa Bolsa Família é uma iniciativa federal de transferência de renda em que beneficia família em situação de pobreza e extrema pobreza”. Concluiu a gestora do Bolsa Família.

Estão em pleno vigor ações do PETI, PROJOVEM, que atualmente foram unificados numa nova nomenclatura SCFV (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos), bem como o CRAS e CREAS.

O prefeito Aron criou também o SIS SOCIAL, através de lei municipal aprovado pela Câmara, um programa municipal que permite a distribuição periódica de cestas básica, enxovais, ajudas financeiras e outros benefícios diretos a pessoas carentes e necessitadas.

Aron parabenizou a equipe do social pelos avanços conquistados e espera melhorar a cada trimestre.

ASCOM – Itatuba

Compartilhe esta notícia!.

Comentários estão fechados.